terça-feira, 29 de março de 2011

BEIJA FLOR



Esta semana fomos agraciados com a visita do beija-flor

Os beija-flores são aves de pequeno porte, que medem em média 6 a 12 cm de comprimento e pesam 2 a 6 gramas. O bico é normalmente longo, mas o formato preciso varia bastante com a espécie e está adaptado ao formato da flor que constitui a base da alimentação de cada tipo de beija-flor. Uma característica comum é a língua bifurcada e extensível, usada para extrair o néctar das flores.

O esqueleto e constituição muscular dos beija-flores estão adaptados de forma a permitir um vôo rápido e extremamente ágil. São as únicas aves capazes de voar em marcha-ré e de permanecer imóveis no ar. O batimento das asas é muito rápido e as espécies menores podem bater as asas 70 a 80 vezes por segundo. Em contraste, as patas dos beija-flores são pequenas demais para a ave caminhar sobre o solo. As fêmeas são em geral maiores que os machos, mas apresentam coloração menos intensa.Vivem em média 12 anos e seu tempo de incubação é de 13 a 15 dias.

quinta-feira, 24 de março de 2011

Capacetes







Conheça os mais incríveis modelos de capacetes, escolha o que melhor vc gostou?
Eu gostei da melancial, muito original, dê sua opinião...

quarta-feira, 23 de março de 2011

Japão, a realidade

Orações pelo Japão. Amados amigos fraternos, mais uma vez somos solicitados a fazer parte do grande exército de luz e amor, e enviar luz, força. orações, pensamentos de salvação e de fé. Desta vez ao povo do Japão , após o terrível terremoto de 8.9. Sabemos que as ocorrencias sismicas como essa, como a da Indonésia e outras continuarão a ocorrer à medidade em que o sol tem manifestado intensas tempestades, inclusive afetando satélites, e bombardeado o núcleo do planeta. Temos de estar conscientes e atentos às mudanças, fundamentalmente as mudanças dentro de nós mesmos.Buscarmos maior compaixão por nossos semelhantes, em todos os sentidos, vivenciara experiência da fraternidade irrestrita, onde quer que seja, com quem quer que seja. Elevemos nossos pensamentos e unidos em grupos de oração, igrejas ou onde que que o amor seja cultivado, enviemos nossas melhores vibrações a todos os irmãos e irmãs de todo o mundo, em forma especial ao Japão. Tenhamos fé, luz e coragem espiritual durante este período de transformação. Sejamos aqueleles que ão de ver um novo amanhecer!

(Aldheyaterra)

Fazer a diferença


HÁ UMA GRANDE DIFERENÇA ENTRE DAR E OFERECER!

Quando damos, estendemos a mão, mas quando oferecemos... é nosso coração que entregamos junto.
É um pedacinho de nós que vai caminhando na direção do outro e o bem que ele provoca retorna ao nosso interior.
Tornamos pessoas felizes quando damos de nós mesmos. E damos de nós quando oferecemos o que quer que seja de coração escancarado.
A maior herança que podemos deixar à humanidade é o amor que oferecemos de várias formas, são as pequenas felicidades do dia-a-dia que vamos distribuindo aqui e acolá, a compreensão que acalma as almas inquietas e a ternura que abranda os desenganos da vida.

(Eloiza)

terça-feira, 22 de março de 2011

Meu bairro, minha cidade, meu país...BRASIL

Residência de Carlota Joaquina





Escola de samba Academicos do Engenho da Rainha

Antiga estação de trem no Engenho da Rainha, o bairro era cortado pela Estrada de ferro Rio d'ouro e beirava a Avenida Automóvel Club, hoje dá lugar a estação do Metrô Engenho da Rainha.

Faz divisa com os bairros de Pilares, Inhaúma, Tomás Coelho e Complexo do Alemão, além de também fazer divisa por meio da Serra da Misericórdia, sendo então impossibilitado o acesso direto com os bairros de Olaria e Penha.

O bairro é servido pelo serviço metroviário da cidade - Metrô do Rio de Janeiro e por diversas linhas de ônibus. É formado basicamente por conjuntos habitacionais destinado às classes populares da cidade do Rio de Janeiro, como os conjuntos habitacionais Músicos e PREV (Parque Residencial Estrada Velha), e comunidades (favelas), sendo a maior o Morro do Engenho.

Em suas origens, a região hoje denominada Engenho da Rainha (Carlota Joaquina) fazia parte da Freguesia de Inhaúma, criada em 1743, e ganhou este nome quando esta Freguesia foi desmembrada, resultando nos atuais bairros de Pilares, Tomás Coelho e parte de Inhaúma. A região acolhia uma residência adquirida pela Rainha Carlota Joaquina, esposa de D. João VI, por volta de 1810 com o objetivo de nela descansar. A sua delimitação atual foi estabelecida pelo Decreto n.º 3158 de 23 de julho de 1981, quando era o Dr. Marcos Tamoyo o prefeito do Rio de Janeiro.

Bairros cariocas
Mapa da cidade do Rio.svg

Rio de Janeiro

A região próxima à fazenda era habitada pelos índios Tamoios. Como herança, tem-se muitas ruas com nomes ligadas a este fato - Rua Bororó, Xerente, Canitar, Flexal, dentre outras.

A Fazenda da Rainha Carlota Joaquina, além do engenho de cana-de-açúcar, tinha também plantação de café e a mão-de-obra escrava era a responsável pela economia rural. O rio Faria, hoje bastante degradado, banha o bairro.

A Serra da Misericórdia, situada na Freguesia de Inhaúma, era o local onde os negros escravos procuravam se esconder quando fugiam da Fazenda.

O atual bairro do Engenho da Rainha era cortado por duas importantes estradas que se interligavam na altura de Thomás Coelho. Esse caminho fazia a ligação com as Minas Gerais. Hoje são a Avenida Pastor Martin Luther King (antiga Automóvel Clube) e a Avenida Ademar Bebiano (antiga Estrada Velha da Pavuna). O bairro foi cortado pela Estrada de Ferro Rio D'ouro e possuiu uma estação,onde hoje é a estação do metrô Engenho da Rainha.

A importância do bairro em termos culturais ainda não foi reconhecida. Em nenhum bairro do Rio de janeiro, se reuniu tantos artistas famosos como o bairro. No final dos anos 60, quando foi inaugurado o Conjunto dos Músicos, o bairro que já tinha alguns artistas ficou mais rico ainda culturalmente.

Moradores famosos do Conjunto dos Músicos: Pixinguinha, Zé Keti, Bide (fundador da Deixa Falar), Bucy Moreira, Mestre Marçal, Anselmo Mazoni, Rubens Gerard, Mussum, Wilson das Neves, Darcy da Mangueira, Baianinho da Em Cima da Hora, Almir Guineto, Dominguinhos do Acordeon, Darcy Cruz, Arnô Canegal, Lourenço (sorte grande).

Ainda no bairro tivemos como moradores: Clementina de Jesus, Valter Rosa (compositor da Portela), Dona Ivone Lara, Carlos Cachaça, Guará[desambiguação necessária], Marquinhos Diniz (Caviar), Luiz Grande (parceiro em caviar), as atrizes Solange Couto e Isabel Fillardis e o Atacante Guilherme Negueba, do Flamengo.

Ainda moram no bairro: o cantor Roberto Silva, o animador Russo, da TV Globo, e o comediante Ankito, do Zorra Total. O bairro ainda teve como morador, o melhor baixista do Brasil na atualidade, Arthur Maia.

A sexagenária escola de samba Acadêmicos do Engenho da Rainha é uma das mais importantes agremiações carnavalescas do município do Rio de Janeiro. Seus sambas-enredo ganhadores de diversos Estandartes de Ouro e a sua bateria imprimem a identidade dessa pequena grande escola de samba.


Terra de minha mãe, Vila verde, Portugal





Vila Verde é uma vila portuguesa pertencente ao distrito de Braga, região Norte e subregião do Cávado, com cerca de 3 800 habitantes.

É sede de um município com 228,67 km² de área e 49 171 habitantes (2009)[2], subdividido em 58 freguesias. O município é limitado a norte pelo município de Ponte da Barca, a leste por Terras de Bouro, a sueste por Amares, a sul por Braga, a oeste por Barcelos e a noroeste por Ponte de Lima.

Vila Verde é um concelho relativamente moderno, com pouco mais de 150 anos de existência e, um dos maiores da província do Minho.

Foi fundado em 24 de Outubro de 1855, com a extinção de outros concelhos como, Pico de Regalados, Vila Chã e Larim, Penal e Prado, cujas origens remontam a nebulosos tempos da Pré-História e da Idade Média. Pico de Regalados, primitivamente, foi couto dado por D. Afonso Henriques ao Arcebispo de Braga, D. Paio Mendes. Foi tido como um dos mais antigos e aristocráticos do País. D. Manuel I concedeu-lhe foral em 13 de Novembro de 1513.

Vila Chã e Larim foi o primeiro foral concedido por D. Afonso III. Teve a sua sede primitiva no lugar com o mesmo nome da actual freguesia de Carreiras S. Tiago. Mais tarde mudou a sua sede para o lugar de Revenda da freguesia de Travassós, transitando, posteriormente, para a freguesia de S. Paio de Vila Verde.

Penal, também conhecido por Portela de Penal ou Portela das Cabras, foi-lhe concedido foral por D. Manuel I, em 6 de Outubro de 1514.

Prado, recebeu foral de D. Afonso III, concedido em 1260. D. Manuel I confirmá-lo-ia em 1510. Teve a sua sede na freguesia do mesmo nome.

A primeira notícia sobre Vila Verde remonta ao século X e constitui, talvez, a mais antiga documentação do topónimo Vila Verde, ou um dos raríssimos casos em que este topónimo surge antes da nacionalidade, pois quase na totalidade dos casos revela-se posterior ao século XI.

Nessa altura, boa parte do território do actual concelho aparece na posse da poderosa família da condessa Mumadona, tanto por si própria como pela do marido desta, o conde Hermenegildo Gonçalves, cujo pai, conde Gonçalo Betotes era já muito herdado no século IX desde o Douro, talvez Minho.

Durante o século XI nota-se no território do actual concelho uma espécie de logradouro da alta nobreza portucalense, na correspondência da estirpe da condessa Mumadona, no século anterior.

Relativamente à actual vila, sede de concelho, há um documento pré-nacional de 1089 que diz respeito à venda, que fez à igreja de Santo António, uma dama de nome Eldara Eriz. Outro documento dos princípios da nacionalidade, de 1120, fala da doação que D. Maior Mides faz à Sé bracarense de herdamentos eclesiásticos e laicais herdados por ela de seus pais, Mido Vermudes e «donna» Godo Pais e outros por ela adquiridos.

O mais relevante da vida documentada nos séculos X a XII no território do actual concelho concentra-se à roda do velho castro ou «civitas» originária, o mesmo é dizer-se nas imediações de Vila Verde dos nossos dias.

Até ao século XVII a freguesia de Vila Verde não se distinguiu das outras do concelho a que pertencia. Porém, nos princípios do século XVIII parece que estava já nela a sede do concelho de Vila Chã, com uma importante feira mensal e, desde aí, em progresso contínuo, veio mesmo a adquirir, em 1855, com os governos liberais, o estatuto de sede de um populoso e vasto concelho.

Actualmente, Vila Verde mantém os seus traços eminentemente agrícolas, para cuja fertilização contribuem, de maneira decisiva, os muitos cursos de água que o atravessam em todas as direcções. À actividade agrícola anda associada a exploração pecuária, pelo que uma e outra marcam lugar de relevo na economia regional.

Dos seus produtos se abastece a população, sendo os restantes comercializados nas feiras do concelho ou canalizados para os mercados de Braga. De entre esses produtos merece especial destaque o vinho verde ali produzido cuja qualidade beneficia das excelentes condições para o seu cultivo.

A parte industrial é reduzida mas, ainda assim, a especificidade de uma cultura técnica, acumulada ao longo dos tempos, evidencia-se na produção do mais variado artesanato de elevada qualidade.

in Revista sobre Vila Verde

A terra do meu pai, Ponte de Lima Portugal




Trago até vcs um pouco de meu pai,
sua terra
seu país...

Ponte de Lima é uma vila portuguesa no Distrito de Viana do Castelo, região Norte e subregião do Minho-Lima, com cerca de 2 800 habitantes. É caracterizada pela sua arquitectura medieval e pela área envolvente, banhada pelo Rio Lima.

É sede de um município com 320,26 km² de área e 44 421 habitantes (2009), subdividido em 51 freguesias. O município é limitado a norte pelo município de Paredes de Coura, a leste por Arcos de Valdevez e Ponte da Barca, a sueste por Vila Verde, a sul por Barcelos, a oeste por Viana do Castelo e Caminha e a noroeste por Vila Nova de Cerveira.

Recebeu foral de Dona Teresa em 4 de Março de 1125, sendo a vila mais antiga de Portugal.

Designação

Em finais da década de 1950, a vila debateu a designação a adoptar para o município: Ponte do Lima ou Ponte de Lima? Até 1982, os escritos da Câmara Municipal ainda referiam Ponte do Lima e só depois passou a Ponte de Lima.

História

Em pleno coração do Vale do Lima, a beleza castiça e peculiar da vila mais antiga de Portugal esconde raízes profundas e lendas ancestrais. Foi a Rainha D. Teresa quem, na longínqua data de 4 de Março de 1125, outorgou carta de foral à vila, referindo-se à mesma como Terra de Ponte. Anos mais tarde, já no século XIV, D. Pedro I, atendendo à posição geo-estratégica de Ponte de Lima, mandou muralhá-la, pelo que o resultado final foi o de um burgo medieval cercado de muralhas e nove torres, das quais ainda restam duas, vários vestígios das restantes e de toda a estrutura defensiva de então, fazendo-se o acesso à vila através de seis portas.

A ponte, que deu nome a esta nobre terra, adquiriu sempre uma importância de grande significado em todo o Alto Minho, atendendo a ser a única passagem segura do Rio Lima, em toda a sua extensão, até aos finais da Idade Média. A primitiva foi construída pelos romanos, da qual ainda resta um troço significativo na margem direita do Lima, sendo a medieval um marco notável da arquitectura, havendo muito poucos exemplos que se lhe comparem na altivez, beleza e equilíbrio do seu todo. Referência obrigatória em roteiros, guias e mapas, muitos deles antigos, que descrevem a passagem por ela de milhares de peregrinos que demandavam a Santiago de Compostela e que ainda nos dias de hoje a transpõem com a mesma finalidade.

A partir do século XVIII a expansão urbana surge e com ela o início da destruição da muralha que abraçava a vila. Começa a prosperar, por todo o concelho de Ponte de Lima, a opulência das casas senhoriais que a nobreza da época se encarregou de disseminar. Ao longo dos tempos, Ponte de Lima foi, assim, somando à sua beleza natural magníficas fachadas góticas, maneiristas, barrocas, neoclássicas e oitocentistas, aumentando significativamente o valor histórico, cultural e arquitectónico deste rincão único em todo o Portugal.

E PENSAR...

Só mergulhando no limites do nosso infinito,podemos nos encontrar entre os desencontros, desmascarar as quimeras da solidão e despindo o tempo passado, reencontrarmos no hoje a trilha do amanhã. Reassumindo a autoria do nosso sentir e pensar...


(desconhecido)

PENSAR...

NO TEU CORPO ENCONTREI OS PEDAÇOS QUE FALTAVAM NO MEU!

sexta-feira, 18 de março de 2011

"Os ventos que as vezes tiram algo que amamos, são os mesmos que trazem algo que aprendemos a amar... Por isso não devemos chorar pelo que nos foi tirado e sim, aprender a amar o que nos foi dado. Pois tudo aquilo que é realmente nosso, nunca se vai para sempre..."

Bob Marley

quinta-feira, 17 de março de 2011

NOITES COM SOL

Noites com sol, Flávio Venturine, Amo essa música, prestem atenção na letra.

Noites Com Sol

Flávio Venturini

Composição: Flávio Venturini / Ronaldo Bastos

Ouvi dizer que são milagres
Noites com sol
Mas hoje eu sei não são miragens
Noites com sol
Posso entender o que diz a rosa
Ao rouxinol
Peço um amor que me conceda
Noites com sol

Onde só tem o breu
Vem me trazer o sol
Vem me trazer amor
Pode abrir a janela
Noites com sol e neblina
Deixa rolar nas retinas
Deixa entrar o sol

Livre será se não te prendem
Constelações
Então verás que não se vendem
Ilusões
Vem que eu estou tão só
Vamos fazer amor
Vem me trazer o sol
Vem me livrar do abandono
Meu coração não tem dono
Vem me aquecer nesse outono
Deixa o sol entrar

Pode abrir a janela
Noites com sol são mais belas
Certas canções são eternas
Deixa o sol entrar...

quarta-feira, 16 de março de 2011

Pensar

Fotografadas por mim, em meu caminho.


Só mergulhando nos limites do nosso infinito, podemos nos encontrar entre os desencontros, desmascarar as quimeras da solidão e despindo o tempo passado, reencontrarmos no hoje a trilha do amanhã. Reassumindo a autoria de nosso sentir e pensar.

(autor desconhecido)


terça-feira, 15 de março de 2011

FRASES

Um dia desses, eu separo um tempinho e ponho em dia todos os choros que não tenho tido tempo de chorar.

Carlos Drummond de Andrade

Com o tempo, você vai percebendo que, para ser feliz, você precisa aprender a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você.

Mário Quintana

Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares.

Fernando Pessoa

É preciso sofrer depois de ter sofrido, e amar, e mais amar, depois de ter amado.

Guimarães Rosa

Podeis enganar toda a gente durante um certo tempo; podeis mesmo enganar algumas pessoas todo o tempo; mas não vos será possível enganar sempre toda a gente.

Abraham Lincoln

É preciso impor a si mesmo algumas metas para se ter a coragem de alcançá-las.

Benito Mussolini




MULHER FLOR


Chegue mais perto
E com um censo curioso
Me olhe, me estude, escute a minha voz...

Análise meus erros, meus acertos
Sinta minha essência
Veja além da aparência
Até chegar a um ponto final!

Chegue mais perto de mim,
Veja minhas pétalas
Sinta meu perfume
Regue a minha alma
E observe que meu jardim irá mudar!

Leia-me como quiser
Pétala a pétala...
E vá desfolhando o tempo.

Perceba os sinais de mudança
De cores, de amores, de flores...
Uma flor como a gente
Pois somos sementes, do que ainda virá!
(Marília Felix)

Deixe-me ser...


Eu não me preocupo tanto com o que acham de mim.
Quem geralmente acha, não achou,
Nem sabe ver a beleza dos meus avessos,
Que nem sempre eu revelo...
O que me
salva não é o que os outros andam achando de mim,
Mas o que Deus sabe a meu respeito.
Eu só dou valor às palavras e pensamentos produtivos, construtivos,
Normalmente vindos de pessoas que me amam verdadeiramente.
(Padre Fábio de Melo)

Um pouco que vale muito!

A amplitude de um bem realizado só pode ser medida conhecendo-se a intenção e os sentimentos de quem o praticou. Todo bem, por menor que seja sua expressão, será sempre um imenso tesouro para quem o realizou. Se ainda não possuímos a força para curar o enfermo, restituindo-lhe a saúde, podemos confortá-lo em seu sofrimento. Se somos impotentes para acabar com a fome do mundo, podemos pelo menos mitigar por algumas horas a fome de alguém, oferecendo-lhe um pedaço de pão. Se não dispomos de recursos para abrigar os desalentados, oferecendo-lhe moradia segura, podemos pelo menos doar-lhe um cobertor para que se abrigue do frio. Deus, na construção dos mundos e na expansão do universo, serve-Se do átomo, a menor fração dos elementos! E na transformação da humanidade, serve-se dos pequenos gestos de bondade do homem, a maior fração dos sentimentos.

(desconhecido)

UMA MULHER

"Que o outro saiba quando estou com medo, e me tome nos braços sem fazer perguntas demais.

Que o outro note quando preciso de silêncio e não vá embora batendo a porta, mas entenda que não o amarei menos porque estou quieta.


Que o outro aceite que me preocupo com ele e não se irrite com minha solicitude, e se ela for excessiva saiba me dizer isso com delicadeza ou bom humor.

Que o outro perceba minha fragilidade e não ria de mim, nem se aproveite disso.


Que se eu faço uma bobagem o outro goste um pouco mais de mim, porque também preciso poder fazer tolices tantas vezes.


Que se estou apenas cansada o outro não pense logo que estou nervosa, ou doente, ou agressiva, nem diga que reclamo demais.


Que o outro sinta quanto me dóia idéia da perda, e ouse ficar comigo um pouco - em lugar de voltar logo à sua vida.


Que se estou numa fase ruim o outro seja meu cúmplice, mas sem fazer alarde nem dizendo ''Olha que estou tendo muita paciência com você!''

Que quando sem querer eu digo uma coisa bem inadequada diante de mais pessoas, o outro não me exponha nem me ridicularize.

Que se eventualmente perco a paciência, perco a graça e perco a compostura, o outro ainda assim me ache linda e me admire.

Que o outro não me considere sempre disponível, sempre necessariamente compreensiva, mas me aceite quando não estou podendo ser nada disso.

Que, finalmente, o outro entenda que mesmo se às vezes me esforço, não sou, nem devo ser, a mulher-maravilha, mas apenas uma pessoa: vulnerável e forte, incapaz e gloriosa, assustada e audaciosa - uma mulher."

Lya Luft

segunda-feira, 14 de março de 2011

E aquele porco???


Momento aculturado confira





  • * Se você ficar gritando por 8 anos, 7 meses e cinco dias, terá produzido energia sonora suficiente para aquecer uma xícara de café.

(Não parece valer a pena.)




  • * Se você peidar constantemente durante 6 anos e 9 meses, terá produzido gás suficiente para criar a energia de uma bomba atômica.

    (Agora sim!)




  • * O coração humano produz pressão suficiente para jorrar o sangue para fora do corpo a uma distância de 10 metros .

    (Uau!)




  • * O orgasmo de um porco dura 30 minutos.

  • (Na minha próxima vida, quero ser um porco!)





  • * Uma barata pode sobreviver 9 dias sem sua cabeça até morrer de fome.

  • (Ainda não consegui esquecer o porco)

  • * Bater a sua cabeça contra a parede continuamente gasta em média 150 calorias por hora.

    (Não tente isso em casa; talvez no trabalho!)





  • * O louva-deus macho não pode copular enquanto a sua cabeça estiver conectada ao corpo. A fêmea inicia o ato sexual arrancando-lhe a cabeça.

    ("Querida, cheguei! O que é is....")




  • * A pulga pode pular até 350 vezes o comprimento do próprio corpo. É como se um homem pulasse a distância de um campo de futebol.

  • (Trinta minutos...que porco sortudo! Dá pra imaginar?)


  • * O bagre tem mais de 27 000 papilas gustativas.

    (O que é que pode haver de tão saboroso no fundo de um rio?)





  • * Alguns leões se acasalam até 50 vezes em um dia.





  • (Ainda prefiro o porco...qualidade é melhor que quantidade!)

  • * As borboletas sentem o gosto com os pés.


  • (Isso eu sempre quis saber)

  • * O músculo mais forte do corpo é a língua.

    (Hmmmmmm. .)

  • * Pessoas destras vivem em média 9 anos mais do que as canhotas.

  • (E se a pessoa for ambidestra?)

  • * Elefantes são os únicos animais que não conseguem pular.

  • (E é melhor que seja assim!)

  • * A urina dos gatos brilha quando exposta à luz negra.

  • (E alguém foi pago para descobrir isso?!)


  • * O olho de um avestruz é maior do que o seu cérebro.

  • (Conheço gente assim)


  • * Estrelas-do- mar não têm cérebros.

  • (Conheço gente assim também)

  • * Ursos polares são canhotos.

    (Se eles começarem a usar o outro lado, viverão mais)

  • * Seres humanos e golfinhos são as únicas espécies que fazem sexo por prazer.

    (E aquele porco???)


Agora que você já deu pelo menos uma risadinha,

  • é hora de mandar esses fatos malucos para alguém que mereça rir também, ou seja...


  • TODO MUNDO!
Retirado do blog de Thais Viana

Deprimido Distraído?



Deprimido? Não!!!Deprimido, não! Distraído!


Você não está deprimido, não! Você está é distraído …

Distraído em relação à vida que preenche o seu ser,

Distraído em relação à vida que lhe rodeia,

Golfinhos, bosques, mares, montanhas, rios.

  • Não caia nessa, como caem tantos, que sofrem por um único ser humano, quando existem cinco bilhões e seiscentos milhões no mundo.
  • Além do mais, não é assim tão ruim viver só. Você tem total liberdade de decidir, a cada momento, o que deseja fazer, e graças à solidão você tem tempo de conhecer-se melhor… o que é fundamental para viver.
  • Não faça como tantos, que se sente velhos porque têm setenta anos, e esquecem que Moisés comandou o Êxodo aos oitenta e Rubinstein interpretava Chopin com uma maestria sem igual aos noventa, para citar apenas dois casos conhecidos.
  • Você não está deprimido: está distraído! Você lamenta suas perdas… Perdas?! Tudo lhe foi dado! Você não fêz nem um só cabelo da sua cabeça, portanto nunca foi dono de coisa alguma.

  • Além disso, a vida não lhe tira coisas: apenas lhe alivia e liberta de muitas coisas, para que você possa voar mais alto, para que alcance a plenitude.


Do útero ao túmulo, vivemos numa escola: o que você chama de problemas são apenas lições.


Você não perdeu coisa alguma: o ente querido que morre apenas está adiantado em relação a nós, porque todos vamos na mesma direção. E não esqueça que o melhor dele, o amor, continua vivo no seu coração.

  • O amor tem mais valor que tudo! Minha mãe, em sua sabedoria simples, dizia, “A pobreza está mais próxima do amor, porque o dinheiro nos distrai com coisas em excesso, e nos deforma, tornando-nos desconfiados.
  • Faça tudo com amor e será feliz. Aquele que faz o que ama, está benditamente fadado ao sucesso, que chegará quando for a hora, porque o que deve ser será, e chegará de forma natural.
    Não faça coisa alguma por obrigação ou por compromisso, apenas por amor. Então terá a plenitude, onde tudo é possível sem esforço, porque entrará em ação a força natural da vida, a mesma que me ergueu quando caiu o avião que levava minha mulher e minha filha; a mesma que me manteve vivo quando os médicos me deram três ou quatro meses de vida.
  • Deus lhe deu a responsibilidade por um ser humano: você! Dê felicidade e liberdade para si mesmo. Só então conseguirá compartilhar a vida verdadeira com todos os outros.

Lembre-se : "Amarás ao próximo como a ti mesmo". Então reconcilie-se consigo mesmo, coloque-se na frente do espelho e lembre-se que esta pessoa que você está vendo é uma obra de Deus, e decida neste exato momento ser feliz, porque a felicidade é uma aquisição valiosa.

Aliás, a felicidade não é um direito, mas sim um dever; porque se você não fôr feliz, você sozinho irá contaminar o ar com a sua amargura carrancuda, afetando a vida de todas as pessoas, por onde você passar.

Um único homem que não tinha talento nem valor para viver, mandou matar seis milhões de judeus, seus irmãos.

Existem tantas coisas para experimentar, e a nossa passagem pela terra é tão curta, que sofrer é uma perda de tempo. Podemos experimentar a neve no inverno e as flores na primavera, o chocolate de Perusa, a baguette francesa, os tacos mexicanos, o vinho chileno, os mares e os rios, Don Quixote, Pedro Páramo, os boleros de Manzanero e as poesias de Whitman; a música de Mahler, Mozart, Chopin, Beethoven; as pinturas de Caravaggio, Rembrandt, Velázquez, Picasso e Tamayo, entre tantas maravilhas.

  • E se você está com câncer ou AIDS, podem acontecer duas coisas, e ambas são positivas:
    se a doença ganha, coloca em liberdade o seu corpo, que é cheio de processos (tenho fome, tenho frio, tenho sono, tenho vontades, tenho razão, tenho dúvidas)... Se você ganha, será mais humilde, mais agradecido... portanto, facilmente feliz, livre do enorme peso da culpa, da responsabilidade e da vaidade, disposto a viver cada instante profundamente, como deve ser.
  • Não, você não está deprimido, você está é desocupado.

Ajude a criança que precisa da sua mão, ajude os mais velhos… assim os jovens lhe ajudarão quando chegar a sua vez.

Aliás, o serviço prestado é uma forma segura de ser feliz, como é também gostar da natureza e cuidar dela para aqueles que virão depois de nós.

Dê sem medida, e receberá sem medida.

Ame até tornar-se um ser amado; mais ainda, converta-se no próprio Amor.

E não se deixe enganar por alguns homicidas e suicidas.

  • O bem é majoritário, mas não se percebe porque é silencioso.
    Uma bomba faz muito mais barulho que um gesto de carinho, porém, para cada bomba que destrói há milhões de carinhos que alimentam vidas.

  • Viver vale a pena, não é mesmo?
    Sabe, se Deus tivesse uma geladeira, teria você numa foto grudada na porta. Se ele tivesse uma carteira, sua foto estaria nela. Ele lhe envia flores a cada primavera. Ele lhe envia um nascer do sol a cada manhã. Cada vez que você quer falar, Ele escuta. Ele poderia viver em qualquer ponto do Universo, mas escolheu o seu coração!

  • Deus não lhe prometeu dias sem dor, riso sem tristeza, sol sem chuva… porém Ele prometeu força para cada dia, consolo para as lágrimas, e luz para o caminho.

“Quando a vida lhe trouxer mil razões para chorar, encha o peito de ar e repita em voz alta as suas mil e uma razões para sorrir

Retirado do Blog de Thais Viana